Cineastas têm as obras “Zelig” e “Hurricane” inseridas no projeto “Realidades e Ficções”

Nos dias 28 de outubro e 1º de novembro, sábado às 14h e quarta às 19h30, o Sesc Vila Mariana exibe os longas-metragens “Zelig” (Woody Allen) e “Hurricane (Norman Jewsison), como parte da programação do projeto Realidades e Ficções, que discute as fronteiras e intersecções entre o real e o imaginário. As exibições são gratuitas e os ingressos podem ser retirados com uma hora de antecedência, na Central de Atendimento da Unidade. Debates, bate-papos, cursos, oficinas, apresentações de teatro e dança, exibições de filmes, literatura, jornalismo e circo compõem a programação do projeto, até dezembro.

Outro destaque na programação do projeto é o curso “Texto teatral e encenação: realidade e ficção”, com Nelson Baskerville. A construção de uma narrativa própria a partir das histórias pessoais dos participantes, com foco na ficcionalização da realidade é a intenção do curso, que acontece de 24 de outubro a 23 de novembro, terças e quartas, às 18h30, com a aula final acontecendo no dia 23/11, quinta, no mesmo horário. A seleção dos interessados foi feita pelo diretor, por meio de recebimento de currículos dos interessados.

 

Realidades e Ficções

É possível identificar a tênue linha que distingue realidade de ficção? Em alguns casos, a ficção pode não ter significado nenhum no campo da realidade. Em outros, se confunde com o real a ponto de se tornar fato. Em um contexto em que opiniões e convicções são mais relevantes do que a realidadequal o papel da arte? Neste projeto multilinguagem, de curadoria da equipe de programação do Sesc Vila Mariana, as fronteiras entre realidade e ficção são questionadas a partir de uma série de atividades que discutem as possibilidades de olhar do espectador, e as várias instâncias e camadas existentes entre as definições do que é real e do que é imaginário. O Sesc propõe, por meio deste projeto, a busca por transformações individuais e coletivas na sociedade em que vivemos. Afinal, se podemos interpretar a realidade por meio de diferentes níveis de informação, a arte é certamente uma das ferramentas principais para nos ajudar nessa tarefa.

Confira as próximas programações do projeto Realidades e Ficções:

Cinema

Zelig
(Dir. Woody Allen, 1983, EUA, 79 min., P&B)
Dia 28 de outubro, sábado, às 14h
Auditório – 1º andar, Torre A (capacidade: 128 lugares)
Duração: 79 minutos
Classificação indicativa: 14 anos
Grátis | retirada de ingressos com uma hora de antecedência, na Central de Atendimento.

Neste documentário ficcional, um homem alcança notoriedade por sua capacidade de imitar qualquer pessoa que encontra. Com seu talento único para o mimetismo, Zelig agrada pessoas de todos os setores da sociedade. Sua habilidade camaleônica chama a atenção de Eudora Fletcher, uma médica que acha que Zelig precisa de uma de análise cognitiva.

Hurricane – O Furacão
(Dir. Norman Jewison, 1999, EUA, 145 min., cor)
Dia 1º de novembro, quarta, às 19h30
Auditório – 1º andar, Torre A (capacidade: 128 lugares)
Duração: 145 minutos
Classificação indicativa: 14 anos
Grátis | retirada de ingressos com uma hora de antecedência, na Central de Atendimento.

Filme biográfico sobre Rubin “Hurricane” Carter (Denzel Washington), que em 1966, era um forte candidato ao título mundial de boxe. Entretanto, os sonhos de Carter vão por água abaixo quando três pessoas são assassinadas num bar em Nova Jersey. Indo para casa em seu carro e passando perto do local do crime, Carter é erroneamente preso como um dos assassinos e condenado à prisão perpétua. Anos mais tarde, Carter publica um memorial, chamado “The 16th round”, em que conta todo o caso. O livro inspira um adolescente do Brooklyn e três ativistas canadenses a juntarem forças com Carter para lutar por sua inocência.

 

Sesc Vila Mariana
Rua Pelotas, 141, São Paulo – SP
Informações: 5080-3000
sescsp.org.br
Facebook, Twitter e Instagram: /sescvilamariana

Redação CHK

Redação CHK

Somos apaixonados por comunicação e pela Chácara Klabin. Acreditamos que moradores unidos têm o poder de transformar o bairro e a cidade onde vivem.
Redação CHK