Puxa vida, as férias estão se aproximando do fim….Natal, Réveillon, festas, confraternizações, família, bagunça, comilança, passou tão rápido, né?! Depois das festas vieram as férias, a viagem, os passeios, as lembranças…que delícia, energia revigorada para mais um ano!! Sou só eu ou depois de algum tempo viajando, é normal nós sentirmos saudades da nossa casa?! Não só da casa, mas dos familiares, dos amigos, da comidinha caseira, da nossa cama, do banheiro… Enfim, é normal sentir saudades do aconchego do lar. E agora, o que fazer? A viagem acabou, é verdade, mas ainda há obrigações a cumprir. Dependendo da cultura do viajante, a primeira providência ao chegar em casa pode variar. Há pessoas que chegam em casa ansiosas por comer uma boa comida “de mãe”, outras para ver a costumeira “novela das 21horas”, outras para reverem os amigos, outras ainda só querem tomar um banho, deitar na cama e relaxar. Isso varia muito de viajante para viajante, de cultura para cultura, de viagem para viagem. Apesar de tudo isso, não importa a origem, não importa a viagem, não importa o viajante, desfazer as malas é a tarefa número 2 de quem acabou de chegar de viagem.

Ilustração - Voltando de viagem

Pensar no desfazer das malas antes de fazer as malas é o primeiro passo para cumprir essa tarefa com facilidade. Aliás, desfazer as malas é fácil – difícil é arrumar estímulo e tempo para isso. Então, na hora da euforia, quando você estiver preparando a mala para viajar, separe uma sacola de mão, daquelas que não fazem volume e dá pra guardar num cantinho que não atrapalhe, para acomodar a roupa suja. Dessa forma as peças não se misturarão e não ficarão jogadas pelo quarto. E dentro dessa sacola coloque vários saquinhos plásticos, para trazer as roupas já setorizadas, peças íntimas, coloridas e assim por diante. Assim que chegar a sacola tem seu destino certo. Outro detalhe importante e às vezes esquecido, é não lotar a mala prevendo os presentes e lembranças adquiridas no passeio. Quando lotamos a mala e já saímos daqui carregando aquele tremendo peso, pode esquecer qualquer possibilidade de incluir algo a mais na bagagem. E, na hora de escolher as lembranças, pense antes onde ela ficará. Cabe no espaço pensado? Não ficará demais na sala? Eu realmente preciso dela?

Pense na filosofia “menos é mais” e mantenha isso também para os objetos da casa. Para os presentes siga o mesmo pensamento! Tem a ver com a pessoa? A casa dela comporta o objeto? Uma vez comprado, não dá pra destrocar. Ainda mais se for comprada no exterior. Antes de retornar para o lar, coloque metas a serem cumpridas. Estipule o dia que irá desfazer a mala, se obrigue a desmontar a nécessaire logo na primeira noite, colocando o básico no lugar, não espere precisar da escova de dente….tudo o que estiver lá é de extrema necessidade. Desembale as lembranças e deixe em cima da mesa, assim é uma maneira de se obrigar a colocá-las no lugar. Mande recadinhos aos amigos avisando que chegou e trouxe a encomenda pedida, e deixe os pacotes num cantinho à mostra para não esquecê-los.

E a bolsa de viagem então?! Tem tudo e mais um pouco!!! Essa é necessária uma atenção especial, jogue todos os papeizinhos fora, resto de comida, bala, embalagens de chocolates, atenção aos trocos que necessitam trocar para a moeda local, guarde o passaporte junto com os outros documentos da casa, veja o que é legal de guardar…..um bilhete diferente de metrô, um convite de teatro daquela peça inesquecível. Esses são os pequenos detalhes que mais tarde farão toda a diferença na hora das boas memórias. Ahh….e outra coisa!! Guarde forças para desmontar a árvore de Natal e toda a decoração. Afinal quando saiu daqui ainda estava tudo espalhado pela casa. Separe por categorias, enfeites de mesa, de porta, rouparia (guardanapos, toalhas de mesa, panos de prato, toalhas de lavabo…) e coloque tudo o que for da mesma “família” em uma única caixa. Enrole os pisca-piscas em um pedaço de papelão, dessa forma eles não se embaraçarão para o próximo ano. Embrulhe as peças delicadas e ao final etiquete tudo. Caso seja possível escolha as caixas transparentes, que facilita a visualização.

Pronto!! Viagem na memória, mala desfeita e casa preparada para começar o ano com força total.

“Vamo lá” que 2017 promete fortes emoções. Até a próxima……

Fabíola Sigismondi

Fabíola Sigismondi

Fabíola Sigismondi, formada em Designer de Interiores, personal organizer certificada, especializada em mudanças e presta consultoria em organização residencial, trazendo soluções personalizadas para a rotina doméstica.
1199576-9117
Fabíola Sigismondi

Últimos posts por Fabíola Sigismondi (exibir todos)