Hoje o Yoga está mais difundido do que 20 anos atrás, ou 30, ou 40, que foi a época em que professores de Yoga no Brasil começaram a difundir a prática na cidade do Rio de Janeiro e aqui em São Paulo, principalmente.

E a prática de Yoga então tornou-se mais popular, digamos assim, uma vez que na década de 60 ou 70 alguns poucos alunos praticavam sozinhos ou em pequenos grupos em volta de seu instrutor. Hoje? Muitos cursos de formação, muitos estilos de Yoga, muitas viagens à Índia, Yoga em programas de televisão, sendo praticado por artistas, cantores, gente famosa ou quase famosa ou querendo ficar famosa, Yoga na ciência, na sala, na empresa, no Google, no comércio, nos corpos, nas mentes…

Alguns definem o Yoga como exercício, ou técnica, como religião, como cultura, uma forma de viver, uma arte, ou uma ciência, ou um estilo de conduzir a vida mais naturalmente, mais conscientemente, e por aí vai.

O Yoga nasceu na Índia, fruto de um processo de meditação profunda de alguns rishis, homens sábios da época, e de suas observações na natureza. Muitas posturas físicas são frutos dessas observações.
A data ainda é motivo de debates, mas uma data aceitável é a de 4 mil anos a.C.

Porém, a filosofia, a prática de Yoga é algo tão completo, simples e complexo ao mesmo tempo que uma explicação ou definição simplista é praticamente impossível, mas vamos ficar menos em erudição e mais em objetividade, para trazer à consciência a desmistificação do Yoga.

Pularei alguns anos e falarei de Patanjali, um sábio que viveu no século 2 d.C., sistematizou o Yoga e moldou-o para a prática que apresenta-se hoje, na grande maioria das escolas aqui no ocidente.

O Yoga de Patanjali possui 8 passos:
1. Yamas (como viver com o mundo)
2. Nyamas (como viver comigo mesmo)
3. Ásanas (posturas internas e externas)
4. Pranayamas (controle na energia através da respiração)
5. Pratyahara (reeducação dos sentidos)
6. Dharana (concentração)
7. Dyana (meditação)
8. Samadhi (união da consciência interna com a consciência externa)

O Yoga praticado com mais desenvoltura limita-se à prática das posturas físicas, dos pranayamas e um pouco de meditação, mas agora já sabemos que ele possui 8 passos! Mas se praticar um ou dois passos, certamente vai praticar todos, uma vez que ele é sistêmico.

Tudo de forma simples, porem completa e complexa, mas, antecedo, e repito, simples.
Afinal, o Yoga é para ser praticado por todos, e por qualquer um, independente de qualquer coisa (qualquer coisa!), porque a meta aqui, na vida, é estarmos bem, com saúde mental, saúde física, equilíbrio emocional, vitalidade, força, autoconhecimento e tranquilidade, tudo ao mesmo tempo, tudo unido, Yoga.

Se precisar de uma instrutora, ou se tiver alguma dúvida, fale comigo. Quem sabe lhe ajudo a compreender um pouco mais sobre Yoga?

med

Daniela Monteiro

Daniela Monteiro

Formada em Publicidade e Propaganda e pós-graduada em Comunicação Jornalística pela Fundação Casper Líbero, SP, em 2004. Instrutora filiada a Aliança do Yoga. Dá aulas de Yoga desde 2000.
Contato: [email protected]
Daniela Monteiro

Últimos posts por Daniela Monteiro (exibir todos)