As atividades buscam desenvolver nas crianças a autonomia e a capacidade de se expressar

Com a chegada das férias escolares, o Sesc Ipiranga começou a promover uma série de oficinas que acontecem até o fim de dezembro. Por meio do projeto Curumininices, os encontros estimulam a integração entre crianças e suas famílias por meio de vivências lúdicas. A partir de brincadeiras e oficinas, serão promovidas trocas de experiências prazerosas entre todos os envolvidos.

Confira a programação:

Circuito Sensorial

Quente ou frio? Escuro ou claro? Tem medo de andar de olhos vendados? Nesta atividade comandada pelos instrutores do Curumin, é possível experimentar diferentes maneiras de sentir o ambiente ao nosso redor. A atividade é realizado no quintal do espaço e acontece do dia 05/12 até 26/12, todas às terças-feiras das 14h às 15h.

Bolhas de Sabão Gigantes

Este sabão é especial e essa bolha surge com o vento. Aprenda a fazer nossas bolhas de sabão gigantes e veja até onde ela pode chegar! A atividade é comandada pelos instrutores do Curumin no quintal do espaço e acontece do dia 08/12 até 29/12, todas às sextas-feiras, das 14h às 15h.

Pipa

É hora de pipa voando! A oficina fornece materiais simples, como papéis, cola e palitos de madeira, para a confecção de pipas. A atividade é comandada pelos instrutores do Curumin no quintal do espaço e acontece do dia 13/12 até 27/12, todas às quartas-feiras, das 14h às 15h.

Acrobacias

Cambalhotas, pirâmides, estrelas, duas alturas… Nesta oficina, vivenciaremos técnicas do universo circense. Esta experiência, além de divertida, estimula o equilíbrio, a agilidade, a superação em coletivo e o conhecimento sobre o universo da arte milenar do circo. A atividade é comandada pelos instrutores do Curumin no quintal do espaço e acontece do dia 14/12 até 28/12, todas às quintas, sábados e domingos das 14h às 15h (exceto os dias 23 e 24. Nos dias 16 e 17, a atividade acontece das 12h às 13h).

 

Redação CHK

Redação CHK

Somos apaixonados por comunicação e pela Chácara Klabin. Acreditamos que moradores unidos têm o poder de transformar o bairro e a cidade onde vivem.
Redação CHK