Nesta edição da CHK conver­samos com o Secretário de Cultura de São Paulo, que falou sobre a importância da cul­tura para o cidadão e sobre as opções culturais que estão à disposição do paulistano. E uma boa forma de reforçar tal conceito em nosso bairro é valori­zar artistas que têm relação com a Chácara Klabin, como o pintor, músico e poeta, Renan Torres, que além de ter sido morador daqui por anos, já foi mui­to inspirado pelo clima e pelas paisagens que com­põem nossa região.

re1 Renan foi criado na zona norte de São Paulo, onde montou sua primeira banda, ainda adolescente. Al­gum tempo depois descobriu uma nova paixão, a escrita. Mas quando as palavras tornaram-se pouco para expressar o que sentia, enviesou para a pintu­ra, como passatempo, a princípio, fazendo pequenas telas e reprodução de outras obras. “Eu escrevia poesias, mas sentia falta de expressar o que não era possível através das palavras”, lembra. A partir daí, tomou gosto pelo trabalho e começou a estudar. Aprendeu novas técnicas e experimentou estilos, tornando-se definitivamente um artista plástico.

re2

Suas obras vêm muito do experimental e espon­tâneo, sua marca como artista. Renan também usa artifícios como colagem e PVC, fugindo de uma for­matização. Mas, em conversa com a CHK, o artista plástico destaca as dificuldades de se viver com arte no Brasil. “O brasileiro não vai a exposições, não vai ao teatro, ele tem medo de entrar”, reclama. Renan já expôs obras no Rio de Janeiro, onde mora atualmente, na cidade de Petrópolis. Hoje ele pensa em retornar a São Paulo e correr atrás de seu sonho, divulgando seu trabalho por gale­rias da cidade.

re3

Redação CHK

Redação CHK

Somos apaixonados por comunicação e pela Chácara Klabin. Acreditamos que moradores unidos têm o poder de transformar o bairro e a cidade onde vivem.
Redação CHK