Nesta primeira coluna do ano de 2018 gostaria de passar uma mensagem para os leitores do bairro com relação à alimentação e nutrição: Não sigam a dieta do momento das redes sociais de revistas, amigos ou conhecidos. Alimentação é coisa séria, não leve o seu organismo a restrições calóricas severas ou elimine um grupo alimentar por conta própria, geralmente os resultados não são satisfatórios e com o tempo você pode ganhar mais peso ou acabar com alguma condição médica mais grave. Consulte sempre um especialista antes de iniciar qualquer dieta restritiva seja com qualquer que seja o objetivo: Emagrecimento, ganho de massa muscular, para tratamento de doenças como diabetes, hipertensão, doença renal, hepática etc.

 

Como profissional nutricionista, me sinto na obrigação de passar esta mensagem, pois no ano de 2017 vi muitos casos no meu consultório, de pacientes que seguiram dietas restritivas ou se suplementaram por conta própria tiveram problemas. Falando agora de uma alimentação saudável a regra é sempre balancear os grupos alimentares nas refeições: você pode fazer 3 refeições ao dia se não tiver o costume de fazer os lanches, sem problemas. Segundo o guia alimentar para a população brasileira:

– Carboidratos: como mandioca, batata doce, pão, macarrão e arroz integrais devem aparecer no mínimo 3 vezes ao dia, café da manhã, almoço e jantar por exemplo;

– Proteínas: como carne de vaca, frango, peixe e ovos devem aparecer 2 vezes ao dia, almoço e jantar por exemplo;

– Gorduras: de preferência vegetais como o azeite, e castanhas devem aparecer 2 vezes ao dia, almoço e jantar ou lanches;

– Laticínios: como leite e queijos e iogurte devem aparecer 3 vezes ao dia, café da manhã, lanche da manhã e lanche da tarde por exemplo;

– Leguminosas: como os feijões, ervilha, lentilha e grão de bico devem aparecer no mínimo 1 x ao dia, almoço por exemplo;

– Frutas: devem aparecer 3 vezes ao dia, café da manhã, almoço e lanche da tarde por exemplo (cuidado com a quantidade);

– Verduras e legumes: devem aparecer 4 vezes ao dia, 2 porções no almoço e 2 porções no jantar;

– Água: deve ser pura. No mínimo 30 ml por kg de peso corporal;

Para orientações específicas, quantidades e suplementação procure sempre um profissional nutricionista que fará a individualização do seu cardápio de acordo com os seus objetivos e condições específicas. Somente um parêntese – (Atividade Física – Muito importante) – No mínimo 90 minutos por semana!

Um ótimo 2018 a todos, com muita saúde!

Ana Maria Rossetti

Ana Maria Rossetti

Ana Maria Rossetti é nutricionista especialista em Fisiologia do Exercício pela UNIFESP e moradora da Chácara Klabin.
Ana Maria Rossetti