O Colégio Americano de Obstetras e Ginecologistas regulamenta muitas atividades ligadas a gestação. Quanto ao exercício, o órgão defende que as grávidas devem fazer exercícios moderados quase todos os dias da semana, evitando impactos e modalidades de risco, como o hipismo, por exemplo.

Há também alguns impedimentos, como: gestações interrompidas, placenta prévia, sangramentos, que na maioria das vezes, são observados pelo médico da gestante.

Há um tempo atrás, os exercícios no primeiro trimestre da gestação eram proibidos. Hoje, sabe-se que não há riscos de se iniciar um programa de atividades nessa fase ou mesmo continuar a atividade anteriormente praticada. Precisa-se tomar alguns cuidados, como evitar mudanças de direção, atividades de alto impacto ou com riscos de queda. Hidratar-se frequentemente também é muito importante para não deixar a temperatura do bebê se elevar.

Sabe-se hoje que os benefícios da atividade física na gestação são inúmeros, desde evitar doenças importantes e comuns como diabetes gestacional e pré-eclampsia, como evitar desconfortos como dores nas costas, inchaços, câimbras, constipações, e até aspectos emocionais como melhorar a auto estima e evitar a depressão pós parto.

Pesquisas vem sendo feitas para estabelecer a influencia dos exercícios no ambiente placentário e por conseqüência no metabolismo futuro do bebê. Descobriu-se que bebes de mamães que se exercitaram na gestação nasceram com peso menor e, por conseqüência, tem menor chance de desenvolverem obesidade infantil, além de terem índices elevados no score de Apgar (nota dada  pelo pediatra neo-natal pelas condições gerais de saúde na hora do nascimento, como função respiratório, cardíaca, etc).

Outro fator importante do benefício de uma atividade direcionada na gestação é a preparação do corpo da mulher para o parto. Um fortalecimento especifico do abdômen e da musculatura do assoalho pélvico ajudará muito neste momento em que a mamãe precisa de força e condicionamento físico para uma jornada que pode durar horas.

Portanto, uma atividade física controlada por um profissional capacitado pode fazer toda diferença na saúde da mamãe e do bebê.  Peça autorização ao seu médico e faca esse bem ao seu corpo e ao seu bebê!

Alexandre Alves

Alexandre Alves

Educador físico formado pela USP, especializado em gestantes e pós parto pela YMCA (Londres), coach internacional de exercícios hipopressivos e proprietário do studio Fitmommy, studio com 7 anos no mercado.
Alexandre Alves