Organizado pela LIBRA, o evento acontecerá no dia 28 de maio, trazendo debates, palestras, seminários, painéis, workshops e oficinas para diversos segmentos femininos

Durante 12 horas do domingo, 28 de maio, acontecerá a I Virada Feminina, nas dependências da ALESP – Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, localizada no bairro do Ibirapuera na capital paulista.

Organizada pela LIBRA – Liga das Mulheres Eleitoras do Brasil, com apoio do Governo do Estado de São Paulo, Prefeitura de São Paulo e da sociedade civil a Virada dará início ao Movimento nacional de fortalecimento e conexão de iniciativas de empoderamento feminino.

 

“Acreditamos que a união de boas práticas resultará em ações ainda mais efetivas em favor da Mulher. O fortalecimento feminino é uma causa essencial para a transformação da sociedade, porque acreditamos na relevância da contribuição feminina para revitalização política, econômica e social do país”, explica Marta Lívia Suplicy, presidente nacional da LIBRA.

A Coordenação de Políticas para a Mulheres do Governo do Estado, a prefeitura de São Paulo e a LIBRA optaram pela data de 28 de maio, por ser o Dia Internacional de Combate à Mortalidade Materna e de Ação da Saúde da Mulher e ainda inserir o maior número de movimentos e mulheres na Agenda 2030 da ONU, dos 17 ODS – Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, especificamente no Objetivo Global #5 que trata de: Alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas.

A Virada tem como propósito a conscientização da importância do papel da mulher e a promoção da equidade entre homens e mulheres em todos os seus aspectos, o objetivo é reunir diferentes segmentos da sociedade para tratar de temas a partir do olhar feminino. Haverá debates, palestras, seminários, painéis, workshops e oficinas nas áreas de educação, saúde, mobilidade urbana, cultura, segurança e meio ambiente. O evento também contará com quiosques para atendimentos de saúde, orientação jurídica e de reinserção no mercado de trabalho, espaços de beleza, além de orientação individual sobre proteção contra violência.

O público poderá participar também de painéis sobre o papel da mulher na política, na economia, meio ambiente e educação cidadã. O evento terá ainda entretenimento, arte, cultura, cidadania, além de temas nacionais e internacionais sobre a mulher, sem dúvida uma oportunidade de reunir diferentes segmentos da sociedade, lideranças femininas empresariais, políticas e sociais para tratar de temas diversos.

Sobre a LIBRA: A Liga das Mulheres Eleitoras (em inglês, League of Women Voters) é uma organização fundada em 1920, pela líder americana Carrie Chapman, com sede principal em Washington. Com intuito de discutir, informar e elevar o nível político no País foi fundada, em 1976, a Liga das Mulheres Eleitoras do Brasil (Libra), que completou 40 anos de atividades com a presidente nacional, Dra Marta Livia Suplicy e a presidente estadual, Dra Marly Lamarca. A LIBRA atua no Brasil nas mesmas premissas do capítulo americano na defesa da democracia e estimulando o cidadão à participação e fiscalização política.

Para mais informações sobre a I Virada Feminina:

Virada Feminina 28.05

Redação CHK

Redação CHK

Somos apaixonados por comunicação e pela Chácara Klabin. Acreditamos que moradores unidos têm o poder de transformar o bairro e a cidade onde vivem.
Redação CHK