Golpes em estabelecimentos bancários têm sido cada vez mais comuns ultimamente, principalmente os golpes de fraude ou clonagem dos cartões de crédito. Os bandidos contam agora com a tecnologia, por isso, devemos redobrar nossa atenção quando formos utilizar caixas eletrônicos ou simplesmente pagar uma compra utilizando o cartão.

Preste atenção em algumas dicas:

1-  Antes de realizar qualquer transação em caixas eletrônicos, observe se não há nenhum dispositivo estranho instalado no equipamento; na dúvida, use outro caixa.

2- Em caso de dificuldades em operar o caixa eletrônico, pedir ajuda somente ao funcionário identificado ou pessoa de confiança; nunca aceite ajuda de outras pessoas na fila.

3- Nunca forneça sua senha a ninguém, muito menos por telefone. Nem mesmo o funcionário do banco pode pedir a sua senha.

4- Caso você faça um saque e o dinheiro não seja expelido pelo caixa, chame a polícia na hora, pois os bandidos provavelmente tenham colocado um equipamento para impedir a saída do dinheiro do caixa eletrônico. Esse crime é comum principalmente aos finais de semana, quando não há expediente no banco; por isso, prefira fazer saques em locais movimentados, de preferência naqueles caixas no interior de estabelecimentos comerciais e que ficam sempre sob vigilância de funcionário do estabelecimento. Lojas de conveniência, por exemplo.

5- Nunca guardar a senha juntamente com o cartão. A preservação do cartão e o sigilo da senha são sempre de responsabilidade do usuário.

6- Quando for pagar uma compra, não permita que o funcionário observe você digitando a sua senha.

7- Consulte sempre o seu extrato bancário. Se perceber algum gasto que não foi você quem fez, entre em contato com o banco na hora. 8 Sempre que necessário, procurar o segurança do banco, funcionário ou um policial militar.

logo_segpart

Segurança Participativa Chácara Klabin

(11) 3213 2245

[email protected] /chacaraklabin

Redação CHK

Redação CHK

Somos apaixonados por comunicação e pela Chácara Klabin. Acreditamos que moradores unidos têm o poder de transformar o bairro e a cidade onde vivem.
Redação CHK