As estatísticas oficiais da Secretaria de Segurança Pública mostram que a Chácara Klabin completou em fevereiro deste ano seu oitavo mês seguido sem nenhum registro de roubos a veículos. Antes uma das maiores preocupações dos moradores do bairro, o assalto a condutores de veículos caiu de 21 casos registrados no segundo semestre de 2013, para 6 casos nos últimos 6 meses de 2014, até chegar a nenhuma ocorrência no mesmo intervalo comparado em 2015.

A diminuição deve-se, entre outros fatores, ao trabalho do projeto Segurança Participativa, que desde maio de 2013 atua no bairro formando uma rede que conecta as portarias dos condomínios, criando um canal de comunicação rápida entre essas e a Polícia Militar. Além disso, o programa realiza campanhas de conscientização sobre medidas de segurança com funcionários e moradores, a fim de diminuir as chances de que esse tipo de crime ocorra nas ruas do bairro.

assaltodecarrosdivulgacao1

Percebe-se pelos números uma nítida migração de dentro da Chácara Klabin para as avenidas em volta, como a Ricardo Jafet e a Vergueiro, conhecidas rotas de fuga por ligarem o bairro com outras regiões da cidade. Além disso, é preciso considerar que pode ter havido ocorrências não registradas. Essa brecha nas estatísticas ocorre pela prática comum de muitas vítimas não realizarem o Boletim de Ocorrência.

A consequência disso é que o planejamento da Polícia Militar e outros órgãos de segurança pública baseia-se nas estatísticas, e a ausência de registros em uma determinada região pode não despertar a atenção necessária do policiamento na hora de traçar as estratégias de ronda. É bom lembrar que o Boletim de Ocorrência pode ser realizado presencialmente na delegacia mais próxima do local da ocorrência, ou pela internet em casos de roubos e furtos a veículos e pedestres.

Roubos a pedestres

Roubos a pedestres ainda merecem atenção na região, especialmente em pontos críticos como a Av. Prefeito Fábio Prado e as estações de Metrô Santos-Imigrantes e Chácara Klabin.  No segundo semestre de 2013 foram 21 casos, com aumento para 41 casos nos últimos 6 meses de 2014, caindo para 25 no mesmo período em 2015 após ações de combate a esse tipo de crime. De qualquer forma, o projeto Segurança Participativa vem reforçando o apelo junto à Polícia Militar para que o policiamento seja intensificado nessas regiões.

Para reduzir as chances de ser vítima de um crime desse tipo, vale a pena seguir as dicas do último post sobre Roubos a transeuntes.

Marcos Verardino

Marcos Verardino

Marcos Verardino é 1o Tenente da Polícia Militar do estado de São Paulo. Bacharel em Ciências da Segurança Pública pela academia do Barro Branco. Bacharel em Direito. Atualmente comanda um pelotão da ROTA.
Marcos Verardino