Programação cinematográfica do projeto Cortina Fechada: Territórios da Arte discute A Censura no Leste Europeu

O Sesc Vila Mariana continua com a discussão acerca das diferentes formas de censura sofridas por artistas e obras em vários contextos históricos. Manifestações artísticas de diversas linguagens formam um panorama amplo do assunto, dentro do projeto Cortina Fechada: Territórios da Arte. A programação de cinema prossegue com obras de Eisenstein, Costa-Gravas, Godard e outros, divididos em eixos temáticos. A partir de junho uma seleção elaborada pela cineasta Lúcia Murat com filmes censurados em vários países será exibida. As exibições dos filmes começaram no dia 15 de abril, e prosseguem com Diabel, de Andrzej Zulawski (dia 20 de maio) e As Pequenas Margaridas, de Vera Chylitová (dia 27 de maio), que abordam A Censura no Leste Europeu.

Cortina Fechada: Territórios da Arte

O projeto Cortina Fechada – Territórios da Arte propõe a discussão sobre a produção cultural e seus contextos sociais e políticos por meio de três eixos temáticos: quando a obra é proibida de circular; quando o artista é proibido de sair de seu país; e quando o artista é obrigado a sair de seu país para continuar produzindo.

Cinema
Exibições

Desde abril, o projeto Cortina Fechada: Territórios da Arte apresenta obras cinematográficas exemplares para a discussão sobre as implicações da censura sobre o pensamento e o fazer artístico. Alguns contextos estão sendo explorados, durante o projeto: Luís Garcia Berlanga e a Espanha de Franco; Alemanha e o NazismoA censura no Leste Europeu; Macarthismo nos EUA; e Panahi e o Irã.

Compondo o terceiro eixo temático da mostra, A Censura no Leste Europeu, nos dias 20 e 27 de maio, serão exibidos Diabel, de Andrzej Zulowski, e As Pequenas Margaridas, de Vera Chytilová.

Em Diabel, durante a invasão perpetrada pelo exército prussiano à Polônia, em 1793, o jovem prisioneiro político, Jakub, é salvo por um estranho misterioso. Seguindo este estranho através do país e de volta à sua casa, Jakub tem contato com o caos, um mundo de corrupção moral, traições, barbáries e assassinatos.

Andrzej Zulawski (1940 – 2016) era natural da Polônia, estudou no Idhec, em Paris, e voltou à sua terra natal para ser assistente de Andrzej Wajda. Em 1970 estreou no cinema com o filme Trzecia Czesc Nocy, uma adaptação de um romance de seu pai, Miroslav Zulawski.

As Pequenas Margaridas, considerado um dos grandes clássicos do cinema tcheco, narra a história de duas ousadas adolescentes, ambas de nome Marie, que reconhecem o caos em que se encontra o mundo e decidem colocar em prática uma série de travessuras de apelo destrutivo.

Vera Chytilová (1929 -2014) foi o nome fundamental da nova onda do cinema tcheco nos anos 1960. Militante e feminista, teve seus filmes banidos pelo regime comunista e foi proibida de trabalhar durante anos, assinando algumas de suas produções com o nome de seu marido para fugir da censura. Mesmo assim ela preferiu permanecer em seu país.

A programação de cinema do projeto Cortina Fechada: Territórios da Arte prossegue até julho com os demais eixos temáticos e com a mostra Cinema: filmes selecionados pela cineasta Lúcia Murat.

Serviço:
Cortina Fechada: Territórios da Arte
Cinema
exibições
A Censura no Leste Europeu
Diabel
(Dir. Andrzej Zulawski, Polônia, 1988, 122 min., Cor)
Dia 20 de maio, sábado, às 14h
Auditório (capacidade: 128 lugares)
Duração: 122 minutos
Não recomendado para menores de 16 anos
Grátis | Retirada de ingressos com 1h de antecedência na Central de Atendimento
As Pequenas Margaridas
(Dir. Vera Chylitová, Tchecoslováquia, 1966, 80 min., Cor)
Dia 06 de maio, sábado, às 14h
Auditório (capacidade: 128 lugares)

Duração: 80 minutos
Não recomendado para menores de 16 anos
Grátis | Retirada de ingressos com 1h de antecedência na Central de Atendimento

Horário de funcionamento da Unidade: Terça a sexta, das 7h às 21h30; sábado, das 9h às 21h; e domingo e feriado, das 9h às 18h30.

Central de Atendimento (Piso Superior – Torre A): Terça a sexta-feira, das 9h às 20h30; sábado, domingo e feriado, das 10h às 18h30.

Estacionamento: R$ 5,50 a primeira hora + R$ 2,00 a hora adicional (Credencial Plena: trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes). R$ 12 a primeira hora + R$ 3,00 a hora adicional (outros). 200 vagas.

Sesc Vila Mariana
Rua Pelotas, 141, São Paulo – SP
Informações: 5080-3000
sescsp.org.br
Facebook, Twitter e Instagram: /sescvilamariana

Redação CHK

Redação CHK

Somos apaixonados por comunicação e pela Chácara Klabin. Acreditamos que moradores unidos têm o poder de transformar o bairro e a cidade onde vivem.
Redação CHK