Raphael Jacques é criador da drag queer Alma Negrot e o primeiro convidado do projeto “Construindo Performatividades”

Sesc Vila Mariana apresenta o projeto Construindo Performatividades, que abordará o processo criativo de alguns performers da cena da cidade de São Paulo. O primeiro convidado do projeto será Alma Negrot, drag queer vivido por Raphael Jacques, que no curso “Imersão: O Corpo como Espaço Moldável” auxiliará os participantes a apurar o olhar de forma sensível para o corpo e suas infinitas possibilidades de devires através de um exercício de caracterização, partindo da pintura e maquiagem. Serão três encontros aos sábados no mês de outubro (dias 7, 14 e 28). As inscrições já estão abertas para Credencial Plena, e no dia 26/09 iniciam-se as inscrições para os demais interessados. Os valores variam de R$ 9 a R$ 30.

A ideia do projeto é conhecer os modos como cada um desenvolve seu trabalho, sua relação com a construção das imagens e personagens que vestem antes de performar e de que maneira isso está ligado à forma que dão às suas apresentações. Pretende, também, que cada artista convidado oriente um processo – do desenho a montagem final – com duração de 3 a 4 encontros, misturando as pesquisas de materiais e linguagens os quais utilizam em suas produções.

Alma Negrot será o primeiro convidado e utilizará sucata, linhas, papel, rendas e botões para construir um laboratório poético onde experimentamos mudar o valor das coisas para reconstituir nossos corpos e histórias. Ao final dos três encontros, será realizada uma sessão fotográfica, onde cada experimentador também poderá apurar os sentidos em relação a sua própria produção de imagem enquanto performer. Através da prática butoh, os participantes deixarão seus anseios dançarem em seus corpos ao invés de buscar qualquer movimento plástico aberto a julgamento. Nesse processo imaginário, serão trazidos à tona memórias e vultos que serão moldados fisicamente com materiais como argila, pedras e barbantes. O rosto servirá de tela e diário, a partir de uma composição estética e simbólica, experimentando diversas técnicas com os mais variados materiais.

Para Raphael Jacques, a oficina de maquiagem e performatividade se desdobra em processos íntimos, sendo debatidas tanto questões políticas e de presença como também a transformação que ocorre dentro de cada um dos participantes. “Ao mesmo tempo em que se utilizam técnicas de pintura e maquiagem, o processo é livre”, diz. A oficina busca afirmar o corpo como um campo de batalha, resgatar memórias e amuletos que nos conectam as nossas identidades marginais. Raphael fala mais sobre o corpo como espaço moldável em um teaser da oficina, que pode ser acessado neste link. Raphael é artista multiculturalista que explora o poder da imagem através da pintura e performance em distintos suportes, seja no papel, nas paredes, na rua ou no corpo. Estudante de artes visuais da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, é também artista plástico autodidata. Há 3 anos Raphael mescla os saberes da arte terapia com a pintura intuitiva, maquiagem, cultura drag e butoh em processos híbridos de criação que levam ao seu corpo.

Cada participante deve levar o seu material, de maquiagem a jornais e tecidos. É imprescindível um espelho de mão, toalha de rosto e pincéis de maquiagem.

 

Serviço:

Construindo Performatividades
Imersão – O Corpo como Espaço Moldável
Com Alma Negrot
Dias 07, 14 e 28 de outubro, sábados, às 14 horas
Local: Sala A – 4º Andar (capacidade: 20 lugares)

Duração: 240 minutos/encontro
Não recomendado para menores de 18 anos

Inscrições na Central de Atendimento, a partir de 19/9 (Credencial Plena) e 26/9 (demais interessados)

InscriçãoR$ 30,00 (inteira) l R$ 15,00 (aposentado, pessoa com mais de 60 anos, pessoa com deficiência, estudante e servidor de escola pública com comprovante) l R$ 9,00 (trabalhador do comércio de bens, serviços e turismo matriculados no Sesc e dependentes/Credencial Plena).

Bilheteria: Terça a sexta-feira, das 9h às 21h30; sábado, das 10h às 21h; domingo e feriado, das 10h às 18h30 (ingressos à venda em todas as unidades do Sesc).

Horário de funcionamento da Unidade: Terça a sexta, das 7h às 21h30; sábado, das 9h às 21h; e domingo e feriado, das 9h às 18h30.

Central de Atendimento (Piso Superior – Torre A): Terça a sexta-feira, das 9h às 20h30; sábado, domingo e feriado, das 10h às 18h30.

Estacionamento: R$ 5,50 a primeira hora + R$ 2,00 a hora adicional (Credencial Plena: trabalhador no comércio de bens, serviços e turismo matriculado no Sesc e dependentes). R$ 12 a primeira hora + R$ 3,00 a hora adicional (outros). 200 vagas.

Sesc Vila Mariana
Rua Pelotas, 141, São Paulo – SP
Informações: 5080-3000
sescsp.org.br
Facebook, Twitter e Instagram: /sescvilamariana

 

Redação CHK

Redação CHK

Somos apaixonados por comunicação e pela Chácara Klabin. Acreditamos que moradores unidos têm o poder de transformar o bairro e a cidade onde vivem.
Redação CHK