Continuando a viagem pelo mundo dos drinks, coquetéis e aperitivos, ainda permanecendo na Itália, com o intuito de matar a sede, refrescar e abrir o apetite, vou falar sobre o aperitivo que nunca sai da moda, o Spritz.

História 

Acredita-se que esse aperitivo alcoólico foi inventado no norte da Itália, no século XIX, durante o período de dominação austríaca. Diz a lenda que os soldados austríacos não gostavam do sabor dos vinhos italianos, pois eram muito alcoólicos naquela época, então eles pediam para que se borrifasse ao vinho um pouco de água (em alemão, a palavra SPRITZEN significa borrifar, e vem daí o nome desse aperitivo).

O spritz tradicional, nada mais é que a mistura de água com gás e vinho, seja ele branco ou tinto. Como aperitivo “pre-dinner”, o spritz nasceu entre os anos 20 e 30, nas cidades de Padova e Veneza, quando o bitter foi acrescentado ao spritz tradicional. Essa bebida foi primeiramente apresentada na Feira Internacional de Padova, no ano de 1919.

O bitter mais famoso acrescentado ao Spritz, é o Aperol. Essa bebida, que tem uma cor laranja brilhante, foi criada em Padova, pelos irmãos Barbieri e sua receita continua sendo um segredo até os dias atuais. Sabe-se, apenas, que se trata de uma infusão de ingredientes selecionados, laranjas doces e amargas, além de várias ervas e raízes, tudo na proporção correta.

Hoje a marca Aperol, pertence ao grupo Campari.

Spritz1

O oficial e suas variações

O Spritz é um aperitivo alcoólico, a base de prosecco, bitter e água frisante ou água de Seltz (que é uma água altamente gaseificada, proveniente de um sifão), e sua receita oficial consta da Associação Internacional de Bartenders.

unnamed Água de Seltz

 Vamos à ela!

Aperol Spritz

Receita:

60 ml de Prosecco

40 ml de Aperol

Uma borrifada de soda ou água de Seltz

Preparo: colocar o prosecco em um copo tipo old fashioned contendo gelo, colocar o bitter e por fim, água frisante; para a decoração, usar meia fatia de laranja.

16244527_1254665317956580_1675540331_n

  Com o passar dos anos, essa bebida foi sendo difundida por toda a Itália e foi ganhando diferentes ingredientes em diferentes cidades e com diferentes graduações alcoólicas, como por exemplo:

– Em Treviso: o spritz é preparado misturando-se prosecco, água de seltz , um bitter (que pode ser o Campari, ou o Aperol ou o Cynar), e para finalizar, adiciona-se ao copo uma rodela de laranja, ou limão, ou ainda uma azeitona.

unnamedSpritz de Treviso

Na região do Alto Adige: o Spritz mais difundido é aquele da época austríaca, ou seja, com vinho branco e água frisante, sem a adição de um bitter. Uma variante do Spritz muito difundida nessa região é chamada de Hugo.

 Receita do Hugo – o Spritz do Alto Adige:

 60 ml de Prosecco

60 ml de club soda

30 ml de xarope de Elderflower (feito de uma planta chamada sabugueiro, confere perfume, amargor e toques de mel ao Hugo)

Folhas de hortelã

 Preparo: colocar todos os ingredientes em uma taça tipo Bordeaux, acrescentar muito gelo e fatias de limão para decorar.

p1070234

Spritz do Alto Adige

Não importa qual versão seja a escolhida, o que importa, é que, esse que já foi eleito o “drink do momento” pela revista The New York Times, é considerado um clássico no mundo da coquetelaria e possui todos os ingredientes para conquistar cada vez mais adeptos pelo mundo.

Chique mesmo é apreciar um bom SPRITZ, faça chuva ou faça sol!

Cibele Longo

Cibele Longo

Graduada em Administração Hoteleira,Pós-Graduada em Vinhos e Bebidas e Sommelière pela Associação Brasileira de Sommeliers de São Paulo.
Cibele Longo

Últimos posts por Cibele Longo (exibir todos)