Atenção morador! Você realmente sabe para que serve o ecoponto do seu bairro?

Para incentivar o descarte de modo correto, em 2015, o então prefeito Fernando Haddad inaugurou no bairro, áreas com equipamentos que recebem a entrega voluntária de entulho, resíduos de poda de árvores, recicláveis e grandes objetos, como móveis, contribuindo assim para o meio ambiente da cidade de São Paulo e, consequentemente, da nossa região. Estas áreas, são chamadas de Ecopontos.

Fernando Haddad na inauguração do ecoponto Saioá em 2015

Os Ecopontos chamam atenção na cidade pelo grande espaço demarcado por paredes verdes. São locais de entrega voluntária de pequenos volumes de entulho (até 1 m³), grandes objetos (móveis, poda de árvores etc.) e resíduos recicláveis. Neles, o munícipe poderá dispor o material gratuitamente em caçambas distintas para cada tipo de resíduo. A intenção da Prefeitura de São Paulo é aumentar o número de unidades. No local, há três contentores de cores diferentes para a deposição seletiva de papel e cartão (contentor azul), embalagens plásticas e metálicas (contentor amarelo) e vidro (contentor verde).

Confira os Ecopontos próximos da Chácara Klabin:

Ecoponto Saioá

O Ecoponto Saióa está localizado na Rua Mary Baida Salem nº 1 ao lado da Rua Professor Oswaldo Lacerda Gomes Cardim e do banco Bradesco.

 

Ecoponto Vila Mariana

O Ecoponto Vila Mariana está localizado na Rua Maurício Klabin nº 37, esquina com a Rua Afonso Celso.

 

Ecoponto Santa Cruz

O Ecoponto Santa Cruz está localizado na Rua Santa Cruz nº 1452, que dá acesso à Avenida Ricardo Jafet.

 

Veja aqui a quantidade de resíduos recebidos nos Ecopontos:  Ecopontos quantitativo 2016

 

Todos os Ecopontos funcionam de segunda a sábado, das 6h às 22h, e aos domingos e feriados, das 6h às 18h. Mais informações também podem ser obtidas pelo telefone 0800-7777 156.

 (Fonte: Prefeitura de São Paulo)

 

 

Redação CHK

Redação CHK

Somos apaixonados por comunicação e pela Chácara Klabin. Acreditamos que moradores unidos têm o poder de transformar o bairro e a cidade onde vivem.
Redação CHK