Acredito que a maior preocupação quando se pretende construir é o custo da obra. O medo de não ter controle dos gastos e não conseguir terminá-la é real e muito comum de se tornar realidade. Por isso, resolvi te contar 7 dicas que vão te ajudar a economizar na obra!

1 – Confiança

A primeira lição é conhecer o trabalho dos prestadores que estarão envolvidos com a sua obra. A partir daí você vai começar a criar uma relação de confiança. Vá atrás de indicações ou procure conhecer o portfólio através da internet, contrate profissionais habilitados. O importante é já ter tido algum contato e se identificar com o trabalho deles. Um arquiteto pode te ajudar a encontrar uma equipe confiável!

Grave essa frase: “a quantidade de problemas que acontecem em uma obra é inversamente proporcional a confiança que o cliente tem nos prestadores de serviços que estão trabalhando nela”.

2- Projeto

Você já vai começar errando se não tiver um projeto. Contratar um arquiteto para desenvolver um projeto vai fazer com que os erros durante a execução sejam menores do que se for feito sem projeto. O custo de uma obra sem projeto pode ficar até 30% mais cara. No projeto já estará tudo pensado e resolvido.

Pense bem, é muito mais fácil e barato revisar o projeto no papel do que quebrar e refazer paredes durante a obra!

3 – Planejamento

O planejamento da obra é feito através de um cronograma físico-financeiro que deve ser solicitado ao seu arquiteto. Ele prevê em qual momento serão adquiridos os materiais e serviços necessários em cada etapa, permitindo um controle dos gastos durante o período da obra, além dos prazos de execução e conclusão da mesma.

Um bom planejamento minimiza os imprevistos e gastos desnecessários durante a obra.

4 – Sustentabilidade

Hoje se fala muito em sustentabilidade com o uso de materiais com baixo consumo como lâmpadas de LED, aquecimento solar, torneiras com arejadores ou temporizadores e outros que causam um menor impacto ao ambiente, como o aproveitamento de água de chuva entre outros. Porém, um projeto sustentável também prevê ambientes que fazem uso de ventilação e iluminação natural, visando reduzir o uso de ar-condicionado e iluminação artificial.

Isso tudo pode custar um pouco mais na obra, porém você terá uma economia a longo prazo, além de ambientes mais agradáveis.

5 – Faça você mesmo

Se você tiver tempo livre e habilidade, pode assumir algumas tarefas e assim eliminar algum prestador de serviço ou a compra de algum objeto. Mas antes você deve estudar para conseguir desempenhar bem a sua tarefa, para evitar retrabalho e que fique com um aspecto ruim. Geralmente os itens mais fáceis são os decorativos como luminárias, instalação de quadros, aplicação de adesivos e até jardinagem.

6 – Qualidade

A ideia é economizar, mas cuidado para não exagerar! Comprar materiais com qualidade inferior, que tenha pouca durabilidade vai fazer você economizar em um primeiro momento, mas logo aparecerão gastos futuros com manutenção podendo chegar ao extremo de que se tenha que refazer partes da edificação. Para a mão de obra isso vale também. Contratar um serviço mais barato, sem que se tenha confiança no profissional, pode acarretar em trabalho mal feito, por isso desconfie de preços muito abaixo do mercado.

Outro problema comum com profissionais que cobram muito barato é que no meio da obra começam a pedir valores complementares para conseguir finalizar o trabalho, fazendo com que o custo final seja maior do que o planejado.

7 – Materiais

É importante estar aberto às novas ideias e tendências! O seu projeto pode contemplar, por exemplo, materiais que estão em alta e que façam você economizar ao mesmo tempo. Não é preciso escolher somente itens caros para se ter um efeito que impressione. Os materiais aparentes, por exemplo, são uma tendência com o uso do concreto, tijolo e madeira. As instalações elétricas aparentes completam o charme do ambiente e são os queridinhos do momento! Mas todos esses itens precisam ser bem planejados para não dar um aspecto de descuido à construção, e sim mostrar uma intenção!

Projeto de um banheiro para um espaço de cursos e eventos desenvolvido pelo Studio Idealize Arquitetura.

Janaína Fujii

Janaína Fujii

Janaína Fujii é arquiteta formada pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Mackenzie. E hoje é sócia no escritório Studio Idealize! Arquitetura.
Janaína Fujii

Últimos posts por Janaína Fujii (exibir todos)